Magros que comem bem

comilança

Onde foi que descobri isso? Aqui mesmo, na sala de minha casa. Foi assim: o pessoal da divulgação Objetiva, editora de “Turno da Noite”, queria fazer um vídeo no qual atores lessem trechos do meu livro para publicar em seu site. A condição para que eu escolhesse o elenco? “Tem que ser atores que você chamaria para uma novela das nove”.

Tarefa nem um pouco difícil. Todos sabem que, em matéria de atores, tenho meus eternos queridos e favoritos. Assim, em poucos minutos elaborei uma lista, sabendo que muitos deles não poderiam comparecer, pois estariam trabalhando ou em viagem. A reunião seria ontem, quinta-feira, dia de gravação no cenário de Lília Cabral em “Liberdade Liberdade”. E, como ela estaria em todas as cenas, não poderia comparecer às leituras em minha casa. O mesmo em relação a Susana Vieira que nas quintas aparece ao vivo no “Video Show” e lá perde a tarde inteira.

Mas a maravilhosa Júlia Lemmertz estava livre, Klebber Toledo pôde dar uma fugidinha das gravações de “Eta, Mundo Bom”, Tuca Andrada, também estava disponível… Assim como Carol Castro, Vanessa Giácomo, Giovanna Lancelloti, Rafael Vitti, Adriana Birolli, Josie Pessoa e Ricardo Tozzi, que chegaram todos pontualmente à hora marcada em minha casa, às 15h.

Adalberto Neto, encarregado de convidá-los em meu nome, avisou: seria bom que eu providenciasse um bufê para recebê-los. “Mas este pessoal é todo magrinho, não come nada!” – argumentei. E Adalberto, que costuma cobrir eventos televisivos na qualidade de repórter do Globo, avisou: “isso é o que você pensa”.

Só para prevenir, entrei em contato com a Casa do Couvert, a Casa da Empada e o sushi bar NAA! e providenciei sucos, vinho e a cerveja da Jeffrey. O vinho foi sumariamente rejeitado. Os sucos e a cerveja foram quase todos consumidos. E quanto à comida…

Meu Deus! Quando a barca do NAA! aportou à minha mesa foi um Deus nos acuda. Aqueles rapazes e moças esguios, sem sequer uma grama a mais em suas silhuetas caíram de boca de tal maneira que eu pensei: “não vão poder trabalhar na minha novela, porque vão sair daqui todos gordos”!

Da Copa, através da porta entreaberta, minhas empregadas observavam com um olhar comprido aquela cena pantagruélica. Num momento em que fui lá, uma delas murmurou, queixosa: “assim não vai sobrar nada pra gente, seu Aguinaldo!”

E não sobrou mesmo. Ao final da gravação, após uma segunda sessão de ataque à mesa, tudo que sobrou foi a barca da NAA!, que navegava feito um navio fantasma, vazio e à deriva. Ainda bem que segui o conselho de Adalberto: sucesso absoluto! Eu, que engordo duzentos gramas cada vez que bebo um copo d´água e por isso vivo de dieta, olhava para meus atores sempre queridos com a maior inveja.

Como podem eles comer dessa maneira e ser sempre tão magros, lindos e charmosos? Agora já sei o porquê; não é uma questão de comer muito ou pouco, mas sim, porque eles se sentem felizes com o que fazem e têm o amor do povo… Inclusive o meu, que aproveito para agradecer a todos por terem gasto uma tarde inteira do seu precioso tempo para dar uma força a “Turno da Noite”, o meu novo livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *