ÁFRICA DO SUL: A chegada ao topo é só o começo

A Table Montain é um dos principais cartões-postais da Cidade do Cabo, na África do Sul, de onde se pode admirar uma vista fascinante

Cada país tem o seu cartão-postal e, com tantas belezas naturais, é difícil escolher apenas um para a África do Sul. Mas basta uma visita à Cidade do Cabo para entender porque é que a Table Montain é uma das atrações mais marcantes da cidade, e até do país.

Destacando-se na linha das nuvens, a montanha faz jus ao nome com sua superfície plana, como a de uma mesa. Para os aventureiros, o percurso pode ser feito a pé. Recomenda-se contratar um guia ou consultar as trilhas existentes, pois há diversos caminhos que levam ao topo, alguns fáceis e outros nem tanto. Se o visitante busca uma vista panorâmica, no entanto, o bondinho é a melhor opção, já que ele gira em torno do próprio eixo enquanto se move para que os passageiros possam admirar todos os ângulos da paisagem.

No topo da montanha, prepare-se para vistas inesquecíveis. Além de um mar de nuvens ou de um belíssimo céu azul, a cidade parece uma miniatura aos pés dos visitantes e o oceano se apresenta em uma imensidão sem fim.

Boa parte da montanha pode ser explorada, com um amplo ambiente natural considerado, Patrimônio da Humanidade, que garante uma oportunidade única de caminhada em meio à natureza. O local tem uma flora variada, com aproximadamente 1.500 espécies, tornando o Table Mountain National Park a área mais rica em flores do planeta. Durante o passeio, a dica é manter os olhos abertos para uma grande variedade de borboletas, pássaros, lagartos e outros animais, incluindo o dassie, um pequeno mamífero extremamente simpático que costuma aparecer por lá.

Pela sua localização e altura, a Montanha está sujeita a uma certa inconstância climática, mas o tempo ideal para aproveitar ao máximo é durante os dias de sol, sem nuvens cobrindo a montanha.

SERVIÇO:

Mais informações: Table Mountain National Park (www.tablemountainnationalpark.org).
Como chegar: De táxi ou Uber. O ônibus vermelho (City Sightseeing) também oferece rotas que param ao pé da montanha.
Melhor época para ir: O ano todo, desde que o clima esteja favorável à subida. Como há grande variação de tempo na Cidade do Cabo, verifique a disponibilidade no site oficial antes de se dirigir até a montanha.
Tempo ideal de visitação: De três a quatro horas.
O que levar: Máquina fotográfica não pode faltar nem garrafa de água, protetor solar e boné. Dependendo do dia, vale levar um casaco. Normalmente venta muito lá em cima.
Onde ficar: A Cidade do Cabo oferece diversas opções de hotéis, pousadas e Guest Houses.
Compras: A Shop at the Top fica no alto da montanha, mas existe também uma segunda loja próxima ao guichê de compra de ingressos para o bondinho.
Onde comer: No topo da montanha, não deixe de visitar o Table Mountain Café.

One thought on “ÁFRICA DO SUL: A chegada ao topo é só o começo”

  1. Julielson Lima says:

    Senhor Adalberto Neto, que orgulho de você hein 😉 . Parabéns pelas belíssimas matérias meu irmão.
    Ps:. Adorei o meme com a rainha das terras férteis. ( risos) .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *