RJ: Debora Lamm interpreta Medeia, em celebração pelos seus 20 anos de carreira

“Mata teu pai” é o primeiro monólogo e o sexto espetáculo da Cia OmondÉ – Divulgação Elisa Mendes

A peça “Mata teu pai”, de Grace Passô, é uma livre adaptação do mito de Medeia e foi escrita especialmente para a atriz Debora Lamm. Com direção de Inez Viana e direção de produção de Claudia Marques, este novo projeto da Cia OmondÉ é a primeira parte de uma trilogia, concebida por Inez, que se propôs a montar o este projeto, posteriormente, na linguagem de dança e de ópera. Entre expatriados e imigrantes, Medeia questiona valores atuais, como o feminismo e o preconceito.

“Preciso que me escutem!” diz Medeia em sua primeira fala na peça. E ela, aliás, elas, têm muito a dizer sobre os dias atuais, em que imperam o retrocesso e a intolerância. Com Debora Lamm, também estarão em cena 13 senhoras, moradoras da região da Gamboa, com mais de 65 anos, que formam um coro, espécie de inconsciente de Medeia.

“Medeia é uma protagonista feminina que desafia o amor romântico. Na tragédia ela ressignifica o sentimento quando na fuga com o ser amado, o que fará dela uma estrangeira, mata o próprio irmão e mais adiante mata seus próprios filhos com Jasão ao se ver traída por ele. A Medeia de ‘Mata Teu Pai’ leva consigo o discurso e angústias do mundo atual. Dar voz a uma personagem milenar será sempre um desafio”, comenta Debora Lamm.

Com uma ambientação simples, da cenógrafa Mina Quental, um campo minado se desenha no espaço, trazendo toda a sorte de lixo eletrônico, como caixas e mais caixas de carregadores de celular, baterias, teclados de computador, monitores etc. A luz de Nadja Naira e Ana Luzia De Simoni revela formas, rostos, corpos, de forma transversal, criando contradições nas imagens para que o espectador possa construir junto, se sentindo parte da história. A direção de movimento de Marcia Rubin recria, a partir do coro de senhoras, uma atmosfera onírica como se elas habitassem apenas o sonho de Medeia. A equipe de criação conta ainda com figurinos de Sol Azulay, caracterização de Josef Chasilew,  direção musical de Felipe Storino e programação visual de Felipe Braga.

Sexto espetáculo da Cia OmondÉ, pela primeira vez em forma de monólogo, esta montagem celebra 20 anos de carreira da atriz Debora Lamm.

SERVIÇO:

Espetáculo: “Mata teu pai” .
Local: Espaço Cultural Sérgio Porto.
Endereço:  Rua Humaitá 163, Humaitá, Rio de Janeiro. 
Telefone: (21) 2535-3846.
Classificação etária: 14 anos.
Temporada: Até 30 de janeiro de 2017.
Horário: Sábados e segunda às 21h. Domingo, às 20h.
Duração: 60 minutos.
Ingresso: R$ 40.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *