EUA: Conheça as cidades texanas onde o grafite é considerado arte

Pinturas urbanas transformam paredes vazias – e até mesmo carros – em obras de arte no Texas. Enquanto em São Paulo, o prefeito pinta os grafites de cinza, em cidades como Houston, Austin e Amarillo eles são considerados uma forma de embelezar, democratizando a arte, criando novas oportunidades de lazer para os moradores e diferentes passeios turísticos para os viajantes. Confira abaixo um pouco mais sobre a cena grafiteira nessas três cidades texanas:

1- Houston tem arte por todos os cantos

A cidade de Houston é famosa por ser um grande centro de negócios, com prédios enormes e espelhados, além de belos parques e interessantes museus. Porém, o que muita gente não sabe é que, em meio a tudo isso, a cidade é cheia de muros grafitados, verdadeiras obras de arte ao ar livre, e tudo o que você precisa é de um pouco de tempo para conseguir apreciar todas elas. A maioria dos muros grafitados ficam no East Downtown e vários deles estão bem próximos uns dos outros.

A pintura “Black & White Wall”, no muro da casa de shows The Secret Group é usada como cenário para fotos e vídeos  – Divulgação

O muro preto e branco quadriculado (Black & White Wall) da casa de shows The Secret Group cria uma ilusão de ótica e, por isso, já foi cenário de muitas fotos e vídeos para diversos artistas. Outro painel incrível disponível pelas ruas de Houston é o “The Abstract Happy Beach Wall”, dos artistas Zosen e Mina Hamada. A obra foi criada em 2015 para o HUE Fest, festival que reúne grafiteiros do mundo inteiro para transformar o concreto de Houston em arte. Artistas brasileiros como Fábio Lopes, nascido em Caxias do Sul (RS), e Hilton Alves, de São Paulo, foram alguns dos participantes do festival em 2016 e também contam com trabalhos estampados nas paredes da cidade.

 2 – Parque para grafites em Austin

Localizado no centro de Austin, no bairro Castle Hill, o Graffiti Park é um museu ao ar livre com obras de artistas locais, que contribuíram com seus talentos e transformaram um prédio abandonado em um ponto turístico. No início, o prédio era alvo de pichações e vandalismo. As entidades responsáveis decidiram, então, transformar esse espaço em um mural para que os artistas deixassem Austin ainda mais atraente.  Para deixar sua marca nessa parede em constante mudança é preciso obter autorização, mas todos podem participar fotografando e compartilhando os trabalhos coloridos e inspiradores desses artistas. A dica é usar sapatos confortáveis para explorar os caminhos coloridos e cheios de história que esses muros carregam.

3 – Em Amarillo, turistas mantêm escultura viva

Próximo à Rota 66, em Amarillo, o Cadillac Ranch se tornou parada obrigatória entre os viajantes. A escultura, composta por modelos de Cadillac (1949-1963) semienterrados na areia, foi criada em 1974 por um grupo de artistas hippies que se intitularam “Ant Farm”, financiado por um bilionário que queria um monumento que virasse arte pública. No começo, os automóveis guardavam as suas cores originais, mas, com o passar do tempo, os visitantes começaram a dar cor e trazer a arte para os carros, os transformando no que são hoje, peças de grafite em permanente transformação. O Cadillac Ranch é um exemplo de arte interativa e colaborativa que usa o grafite para fazer das pessoas que passam por lá, artistas. Dessa forma, cada um pode levar seu spray de tinta e deixar sua marca. A obra foi homenageada no filme de animação “Carros” e também participou de diversos vídeos musicais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *