VOCÊS QUEREM BACALHAU?

 

Ai, que saudades dos tempos em que Chacrinha podia jogar impunemente pedaços de bacalhau no seu público. Hoje ele seria acusado de racismo, machismo ou preconceito puro e simples e acabaria suspenso ou processado. O mundo mudou. E, ao contrário do que apregoam os politicamente corretos, não foi para melhor, eu lhes garanto. Ele só foi melhor enquanto todos nós tínhamos o hábito de confiar no próximo e não ver maldade em todos os seus atos. O que não mudou foi o bacalhau. Ninguém pode mais jogá-lo na platéia, mas ele continua divino em qualquer receita, inclusive nesta que preparei no último sábado e publico, com todos os detalhes, aí embaixo.

A Nova Moral ou o Bacalhau? Prefiro o último.

 

 

As fotos e o vídeo do meu Bacalhau do Comendador renderam tantos cliques no Facebook, no Instagram e no Twitter, que me vi na obrigação de publicar aqui o passo a passo da receita – para duas pessoas – com as fotos como ilustração e o vídeo como arremate. Sem perder mais tempo, vamos lá.

Primeiro, ferva durante dois minutos 800 gramas de lombo de bacalhau sem pele e sem espinhas e já dessalgado. Pode aferventar também no leite, alguns preferem fazer isso. Tire o bacalhau da água e, ainda quente, separe as postas em lascas.

Cozinhe três ovos. Corte a metade de dois pimentões – amarelo e vermelho – e mais: rodelas de cebola e dentes de alho a gosto, mas de preferência em quantidade. Esta é a primeira fase dos trabalhos, como vocês podem ver na foto abaixo.

IMG_20170415_115908_653

Ponha muito azeite na travessa, faça nele uma cama com a cebola e o alho e, sobre estes, deite as lascas de bacalhau e as deixe alguns instantes descansando (foto abaixo).

IMG_20170415_121955_811

Aproveite a água que aferventou o bacalhau para cozinhar as batatas e depois passar pela fervura o grão de bico já cozido. Após uma meia hora  em que o bacalhau deve ficar tranquilamente acamado, retome os trabalhos. Cozinhe os brócolis por três minutos de modo que ele fique al dente. Enquanto isso, cubra o bacalhau com as batatas e o grão de bico (foto abaixo).

IMG_20170415_123030_248

Decore a travessa com as rodelas de pimentão, os ovos cozidos cortados pela metade e o brócolis (foto abaixo). Deite mais azeite. Leve ao forno já quente por vinte minutos. Retire do forno,  jogue o coentro já picado sobre o azeite ainda fervente, leve à mesa e, junto com seu convidado ou convidada, comprove: o Bacalhau do Comendador é fácil de fazer… E é delicioso.

IMG_20170415_123756_701

7 thoughts on “VOCÊS QUEREM BACALHAU?”

  1. Studio says:

    Que fácil e delicioso.
    Vou fazer !!! Nhac.. Nhac..

  2. Saifa1@gmail.com says:

    Tomara que você engasgue com uma espinha e morra entalado, seu veado!

    INTERVENÇÃO DO SOMBRA: CARA SENHORA SAIFA, OU SAIFADA, OU SAFADA MESMO. JÁ DESCOBRIMOS QUE SEU EMAIL, ASSIM COMO SEU NOME, É FALSO. SÓ PARA REGISTRAR: BACALHAU COM ESPINHA É COISA DE POBRE DE ESPÍRITO FEITO A SENHORA. O BACALHAU DO EMÉRITO E PREMIADÍSSIMO AUTOR AGUINALDO SILVA É SEM PELE E SEM ESPINHAS, CUSTA OS OLHOS DA CARA, MAS EU, QUE JÁ PROVEI, LHE DIGO: VALE A PENA. E POR FALAR EM PENA, A SENHORA JÁ NÃO AS TEM MAIS NEM NO SOBRECU, SUA CRIATURA DEPENADA.

  3. Maria Aparecida Rodrigues says:

    Amo as novelas do Agnaldo.

  4. Milla says:

    Hum delicioso. Obrigada pela receita divina.

  5. Iris Medeiros says:

    Bacalhau Maravilhoso!!!
    Bom também foi o comentário do Aguinaldo Silva;
    pertinente e inteligente ❤️❤️

  6. lucia helena passos de queiroz says:

    Oi, Aguinaldo Silva, babei com a sua receita de bacalhau, adorooooooo, assim como suas novelas . Lendo sua cronica hj do Jornal Extra , vc tem toda razão, achei ótima, pq realmente está ficando cada vez mais dificil lidar com as pessoas, essa historia do politicamente correto está virando uma ditadura e um tormento , não se pode falar mais nada, e isto está gerando uma solidão sem limites, para quem vive sozinha ainda fica pior , pq aumenta nosso medo. Mas vamos em frente, passando por cima de todos os preconceitos e idiotices, bjs… e cada vez mais sucesso !!!!!

  7. Vania Regina Da Silva Prado Bitencurt says:

    Odeio minha vida. Queria ser uma lagosta perdida no oceano… Até que um pescador me pescasse e me vendesse para uma peixaria de Barueri, em São Paulo, ou do Meier, no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *