TOCA OUTRA VEZ, AGUINALDO

 

480208_552097468184510_110311580_n

Faz tempo que não escrevo nada, nem aqui nem alhures.

(Não sabe o que é alhures? Não tem nada a ver com alho, veja no Google)

E por que não escrevo nada?

Por que não me apetece. Porque estou triste. Porque neste momento bracejo num mar em que em se misturam vários tons de cinza: ingratidão, despeito, rancor… E a maldita inveja.

Não escrevo neste momento, mas posso voltar a escrever amanhã se mantiver o ritmo das braçadas e continuar nadando até o porto mais seguro.

Enquanto isso, para manter os dedos em forma, toco piano. Li certa vez em algum lugar que, se acorrentarmos um chipanzé ao piano durante cinco mil anos ele acabará tocando todos os concertos de Beethoven.

Já este pobre chimpanzé que vos escreve foi condenado a, nos próximos cinco mil anos, só escrever telenovelas.

Quando tive meu primeiro livro publicado aos 16 anos! pensei, com aquela arrogância típica dos adolescentes: “um dia vou ganhar o Prêmio Nobel”. Mas até agora só consegui ganhar dois Emmys… E ainda anseio por ganhar um terceiro.

A frase acima é a deixa para lembrar a vocês uma história contada em “Os Sopranos”. A certa altura entrou um personagem novo no seriado – um roteirista cuja criatividade fora tolhida pelo vício das drogas. Na mais absoluta penúria, ele resolveu empenhar o único bem que lhe restara – a estatueta do Emmy ganha no auge do seu sucesso. Com a empáfia dos que já foram vencedores e acham que poderão sê-lo de novo, levou o troféu ao homem do prego, que lhe ofereceu por ele 50 dólares.

– Mas isso é um Emmy! – Reagiu o roteirista ultrajado. Ao que o homem do prego respondeu:

– Se pelo menos fosse um Oscar…

Detalhe: no ano em que esta cena foi ao ar o seriado “Os Sopranos” ganhou seis Emmys. Por isso os americanos são melhores em tudo: eles sabem onde lançar a ingratidão, o despeito, o rancor e a maldita inveja e dar descarga.

Eu disse lá em cima que não estava escrevendo nada e foi isso que fiz aí em cima: só escrevi bobagens.

Mas, pelo menos confirmei para mim mesmo que no teclado meus dedinhos continuam ágeis.

Toca outra vez, Aguinaldo!

11 thoughts on “TOCA OUTRA VEZ, AGUINALDO”

  1. Duque Ólliver says:

    Tudo isso vai passar. Logo logo você estará melhor.
    Bem melhor. Tente se manter afastado de tudo que te faz mal. Não dê atenção as notícias nonsenses que saem a seu respeito. Fuja delas. Você é superior a isso tudo. Pense nos Emmys. No sacrifício que você fez pra ganhar cada um deles. Na emoção que foi recebê-los em suas mãos. Pense na própria vida. Que você está vivo graças à Deus. E com muita saúde, muita garra e com muitas histórias pra contar. Quanto a ingratidão, a inveja e o despeito… Isso é sentimento de pessoas fracassadas, estúpidas e acovardadas… Que nunca conseguiram um lugar ao sol e provavelmente nunca conseguirão ter. Porque esse lugar pertence àqueles que – assim como você – sacudiram a poeira, deram a volta por cima, trabalharam insanamente e fizeram a vida acontecer. E ela aconteceu! E trouxe à margem uma carreira brilhante… Uma história de vida que só pertence a você. Que é sua, que é única e intransferível. Um abraço. Firmeza aí, mestre!

  2. Spectro-Méier says:

    Maestro Zezinho, uma nota e uma chance para o autor (close no dedilhar). Pablo, qual é a música ? “Você pagou com traição, a quem sempre lhe deu a mão …”. (com direito a caras e bocas do Pablo). E vamos que vamos !

  3. Studio says:

    Nesse momento de instabilidade, a melhor coisa à fazer é realmente entrar na toca, interiorizar os sentimentos , centrifugar e expelir os bagaços no momento certo. Disso , você com certeza irá aproveita a tristeza e a dor, que balanceado com a sua criatividade e inspiração, irá transformar , como um poeta que é , na mais bela e tocante obra prima. Você tem paixão, tem dignidade, e honra com respeito e amor o seu público, seus funcionários e seus aprendizes. Conheço o que digo!
    Você não merece essa maldade de traíras .
    Você precisa se concentrar na sua trama, que com certeza invadirá nossas casas em 2018, e meter bala nessa “sociedade” distorcida. Nessa gente hipócrita, nessas pessoas estranhas que existe, principalmente, no Brasil.

  4. Fred Arouca says:

    Acalme seu coração.
    Força e foco no Sétimo guardião!
    Escreva, NÃO PARE!
    Seu talento é indiscutível!
    Muitos estão indignados com essa situação.

  5. José Carlos Cordeiro Freire says:

    Como dileto admirador desconhecido desde a década de 60,
    a única coisa que me espanta é que os recentes episódios desagradáveis
    tenham conseguido mais que um franzir de testa.
    Um homem público,
    um homem que se expõe de muitas maneiras
    (num blog, em vídeos gratuitos de orientação e tudo mais)
    não pode ser ingênuo e ignorar que muitas pedradas virão.
    O mundo de um artista sensível e poderoso é diferente do Homem-Comum
    e ele tem que navegar acima disto.
    Abraço agradecido por tanto que divides com nossas ignorâncias.
    Continua a tocar… por favor.
    Bom dia.

  6. Renata Gueia says:

    Humano, fabuloso, além de ser um visionário ironicamente sábio! Pode parecer qualquer coisa, mas lhe tenho muito apreço, admiração e um honroso respeito!

  7. Julielson says:

    Aguinaldo, toca outra vez, toca de novo, toca sim! Eu e um monte de pessoas que te amam vão estar aqui para te escutar, te ler, te admirar. Essa maré vai passar, você vai vencer e o sucesso da novela vai ser algo extraordinário e jamais visto. Aliás, já visto sim, todas as vezes que você esteve no ar. Falo sem o menor pudor, amo você! Serei eternamente grato e estou aqui de pé para ver você brilhar e nos encher de orgulho. Forte abraço

  8. moema says:

    Continue tocando, sempre! Seus fãs nunca o abandonarão!

  9. Bruno Joel says:

    Aguinaldo, querido!! Não se deixe abater por essas pessoas invejosas e ingratas que só querem tirar proveito do seu sucesso e do seu talento. Pessoas que além de terem obtido conhecimento através da sua generosidade, ainda querem levar vantagem do que não o pertence. Você é maior que tudo isso. Além do profissional que é, é um homem de caráter e de um coração de ouro. Jamais irei me esquecer o que fez por mim lá em 2009, em Cinquentinha, me abrindo a porta para viver um sonho, que dei continuidade nos palcos, a grande paixão da minha vida, e que levo em paralelo a minha vida profissional no desenvolvimento de jovens aprendizes no mercado de trabalho. Você é um ser humano espetacular que dissemina a arte. É um grande homem de quem sou eternamente fã e grato. Espero que leia minha mensagem e sinta-se acarinhado. Um abraço carinhoso!

  10. Ayacos Cavendish says:

    Que chato tudo isso. Mas o que seriam das tormentas se não fossem sucedidas pela bonança? Melhoras!

  11. Mourão.Lima says:

    Aguinaldo,
    Manda tomar no toba.Simples assim.Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *