PANCADA DE AMOR NÃO DÓI?

Dia desses eu conversava com um cidadão que já se deu ao luxo de ter vários casos homos, embora seja hetero (pois, tolinhos meus, existem mais coisas entre o céu e a terra do que nos ensina a nossa vã filosofia). Ele me falava das desavenças que tem com a atual esposa (mulher) e a certa altura me disse: “ah, mas se ela fosse uma bichinha eu batia tanto nela!” Pois é, meus caros, se vocês querem mesmo falar a sério sobre “violência doméstica” vão ter que abrir o leque até que ele possa exibir todas as nuances de suas coloridas plumas.

Ah, sim, não tem muito a ver com o tema, trata de outra coisa, porém, garimpando na internet, descobri este precioso vídeo que mostra, na opinião de quem reuniu as sequências, os sete maiores barracos de todo os tempos em nossas novelas. Barracos, é claro, com violência física. Como nesta lista de sete cenas eu sou responsável por duas, resolvi publicá-la aqui. Será que vale a pena ver de novo? Você decide.

4 thoughts on “PANCADA DE AMOR NÃO DÓI?”

  1. Andre Luis Cia says:

    Acho muito válido o “acerto de contas” entre a protagonista e a antagonista. Acredito que seja o momento mais esperado pelo público das novelas, porém, o que tem me incomodado um pouco é o cenário utilizado. Muitas vezes, acaba sendo o banheiro. Isso aconteceu recentemente em A Força do Querer. As cenas acabam ficando muito parecidas, mas é inegável o sentimento de vingança cumprida, mais do que isso: de justiça, afinal, o mal não pode prevalecer sempre.
    Destas sete cenas, destaco as de Duas Caras, e de Celebridade -mesmo sendo realizada no banheiro-. Acho que ela acabou elegendo esse como o cenário de muitas outras vinganças da nossa TV.

  2. joao says:

    O engraçado é que por mais que o ou a mocinha seja aparentemente mais frágil que o (a) vilão, eles sempre acabam levando a melhor na briga.

  3. Viúva Porcina says:

    Aguinaldo Braga maravilhoso…cena épica. Tem varias cenas inesqueciveis.

    1. Aguinaldo Silva says:

      Meu caro historiador1974@gmail.com, “inesquecíveis” tem um acento, mas você “inesqueceu”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *