A ARTE DE FURAR A FILA

 

a arte de furar a fila 1

Dia desses estava eu na  fila da Ponte Aérea quando uma moça bem atrás de mim, coberta de Louis Vuitton dos pés à cabeça viu uma funcionária da empresa aérea passando, tratou de chamá-la e lhe falou: “eu sou uma celebridade e não posso ficar na fila!” A moça da empresa aérea olhou para ela, reconheceu sua condição de celebridade e a chamou: “vem comigo, quereeeda”.

Saíram as duas e nem pensei duas vezes – fui atrás. A assim chamada aeroviária, ao ver que eu as seguia me perguntou: “o senhor está com ela?” Eu lhe respondi que não… Mas que, se a vitrine da Louis Vuitton tinha direito a tratamento especial, então eu também tinha. “Por que?” – Insistiu ela. E desdenhou: “o senhor também é celebridade?” Minha resposta lhe bateu direto na lata: “não, mas sou idoso e a lei me garante prioridade”.

Estava criado o impasse. Mas a própria suposta celebridade o resolveu, ao dizer à funcionária da empresa aérea: “esse aí é o Fulano!” A moça me olhou com cara de quem perguntava: “Fulano, quem?” E a outra, ao ver que ela não sabia de quem se tratava, não só acrescentou mais detalhes a meu respeito – “é o autor de novelas!” -, como aproveitou pra me pedir emprego: “eu sei que você já começou a escrever a próxima. Não tem um papel pra mim? Estou querendo me lançar na carreira.”

Viajamos juntos pro Rio. A essa altura eu já sabia quem era a “celebridade” ao meu lado: uma das sobreviventes de algum BBB antigo, uma ex-quase-famosa da vida. Simpática, lutando para se manter à tona e se achando com direito a tratamento especial…

Assim como se acham com direito a tratamento especial muitos mais-expertos que viajam de avião nesta nossa república. Já perceberam a quantidade de gente que chega na fila de cadeiras de rodas? O Brasil é o campeão mundial em número de cidadãos incapazes de entrar num avião com as próprias pernas. E o pior é que estes “cadeirantes de ocasião” nunca viajam sós, mas levam sempre uma penca de parentes e amigos saudáveis que, por estarem com um “prejudicado”, se acham no direito de entrar primeiro no avião junto com eles e na frente dos outros passageiros. O que eles não sabem é que estão não só lesando as pessoas saudáveis como eles, mas também desrespeitando os verdadeiros cadeirantes, já que se apropriam de um direito que é só deles.

Dia desses no aeroporto de Lisboa, uma brasileira de não mais de 45 anos, aboletada numa cadeira de rodas, tentou entrar primeiro no avião junto com nove – sim, eu disse nove! – pessoas. Mas os funcionários da TAP disseram que assim já era demais… E só permitiram a entrada de dois acompanhantes junto com ela. Depois de acomodada no seu lugar, mostrando-se milagrosamente curada, ela levantou-se e, agora pisando firme com os próprios pés, ou melhor ainda, com as botas de salto alto que lhe iam até os joelhos, foi ao banheiro lépida e fagueira como se fosse uma Giselle em plena passarela. E, quando o avião pousou no Rio, já esquecida de que era uma cadeirante e assim precisava esperar que lhe trouxessem a cadeira de rodas, quando a porta do avião abriu na fila do desembarque ela foi a primeira.  Espertíssima!

 

5 thoughts on “A ARTE DE FURAR A FILA”

  1. Spectro-Méier says:

    Ê Brasilzão de meu Dééééééééus !! Brasil-il-il (rima proibida).

  2. Filipe do Vale says:

    Desrespeito assim não há só no Brasil, mas em qualquer outro país onde esteja um brasileiro.

  3. Julielson Lima says:

    Eu tô é passado! E curioso pra saber quem foi essa fulana furadora de filas …

  4. Spectro-Méier says:

    Segue uma reportagem do UOL sobre uma opinião que emito há muito tempo: Seinfeld é a melhor série já exibida.

    https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2018/05/14/como-seinfeld-revolucionou-as-series-de-tv-e-nos-fez-ficar-loucos-por-elas.htm

  5. Paulo Cesar says:

    Cleo Pires lançou o clip “Jungle Kid”, e nele aparece um Lobo. Esta música talvez fique bem na abertura da sua próxima novela, depois dessa que vai estrear.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *